google.com, pub-9214716039940352, DIRECT, f08c47fec0942fa0

1/4

Aprenda o que é retinopatia diabética e como evitar


A retinopatia diabética é uma complicação do diabetes que precisa da sua atenção, já que pode ser perigosa, sendo a principal causa de cegueira em adultos de 20 a 74 anos de idade, além de estar se tornando cada vez mais comum em diabéticos das mais diferentes faixas etárias. Entenda abaixo mais detalhes sobre retinopatia diabética, suas causas e a importância da prevenção!


O que é retinopatia diabética?


A retinopatia diabética é uma doença que afeta os pequenos vasos da retina (região do olho responsável pela formação das imagens enviadas ao cérebro). A partir da evolução da doença, esses vasos tornam-se incontinentes e libertam sangue ou fluído sanguíneo para o espaço retiniano ou para o vítreo, causando assim problemas de visão.


Essa complicação pode ser dividida como não proliferativa e proliferativa, de acordo com a extensão e as características. A não proliferativa caracteriza-se por ser o estágio menos avançado da doença, em que é possível encontrar micro aneurismas, hemorragias e vasos sanguíneos obstruídos, e, como consequência, as áreas da retina ficam sem suprimento de sangue com oxigênio e nutrientes. Já a retinopatia diabética proliferativa é o estágio mais avançado da complicação, em que acontece o aparecimento de novos vasos sanguíneos na superfície da retina, que, quando rompidos, provocam perda de visão grave e cegueira.


Causas e sintomas


A causa da retinopatia diabética está nas alterações que o diabetes provoca nos vasos sanguíneos, que pode acontecer devido a dois fatores, principalmente: o descontrole da glicemia e o tempo de duração do diabetes. Entretanto, vale citar que outras condições, como colesterol elevado, doenças renais, anemia, hipertensão arterial, hereditariedade e tabagismo, podem contribuir para o aparecimento mais rápido da doença.


Em relação aos sintomas, é muito importante dizer que eles variam bastante de acordo com o estágio da doença. Em fase inicial, a retinopatia diabética é assintomática e, à medida que ela progride os sintomas podem incluir: pontos ou manchas escuras flutuando na visão, visão embaçada, visão que muda periodicamente de borrada para clara, visão noturna prejudicada, perda de visão central ou periférica, entre outros. É relevante destacar que geralmente tais sintomas afetam ambos os olhos.


Como prevenir


Como falamos anteriormente, a retinopatia diabética pode ser assintomática em fases iniciais, o que torna a prevenção extremamente importante. A progressão da doença é prevenida com controle adequado da glicemia e com exames oftalmológicos regulares, como o exame de fundo ocular, que deve ser realizado pelo menos uma vez por ano. Lembre-se que quanto mais cedo as alterações forem tratadas, maiores são as chances de controlar a doença e preservar a sua visão.


Retinopatia diabética tem cura?


Não, porém se for tratada é possível reduzir a perda de visão. Para prevenir a doença e a sua progressão, é extremamente importante o controle da glicemia, assim como visitar de forma regular o oftalmologista.


Entenda qual a relação entre doença periodontal e diabetes, e como prevenir!



Fontes:

https://saude.novartis.com.br/doencas-da-visao/o-que-e-retinopatia-diabetica/

https://deolhonodiabetes.com.br/o-que-e-retinopatia-diabetica/

https://deolhonodiabetes.com.br/sinais-e-sintomas-da-retinopatia-diabetica/

https://retinapro.com.br/blog/retinopatia-diabetica/

https://www.saudebemestar.pt/pt/clinica/oftalmologia/retinopatia-diabetica/

174 visualizações
blog%20biabetica_edited.jpg

O conteúdo deste site não se destina a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento.

Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação. Em caso de dúvida, procure sempre um médico para orientação.
 

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram