google.com, pub-9214716039940352, DIRECT, f08c47fec0942fa0

1/4

Diabetes e saúde bucal: entendendo a importância de se cuidar diariamente


Muita gente não sabe, mas pessoas com diabetes tem risco elevado de desenvolver doenças bucais caso não cuidem da saúde da boca, já que altos níveis de glicose no sangue ajudam no crescimento de bactérias na região, tornando assim o ambiente mais propicio para o desenvolvimento de doenças gengivais, como gengivite (estágio inicial de doença gengival) e periodontite (estágio avançado em que pode ocorrer perdas ósseas).


Abaixo, nós vamos te contar um pouquinho mais sobre a relação entre diabetes e saúde bucal e te dar algumas dicas essenciais para cuidar da sua boca!


Diabetes X Saúde Bucal: Uma via de mão dupla


Como falamos anteriormente, o descontrole do diabetes pode influenciar no aparecimento de doenças bucais, porém, é importante dizer também que essa relação é uma via de mão dupla, ou seja, as doenças bucais, mesmo as que não foram causadas pelo descontrole glicêmico, também podem afetá-lo, dificultando assim o controle do diabetes.


Quais são os principais problemas bucais que podem afetar os diabéticos?


Xerostomia É comum que os diabéticos desenvolvam a xerostomia (boca seca), em que a boca fica sem saliva, aumentando a possibilidade do aparecimento de aftas, cáries e mau hálito.


Inflamação na gengiva – Um dos principais sintomas das inflamações na região é a vermelhidão, gengiva mais volumosa ou sangramento durante a higiene bucal ou mastigação. Caso não seja tratado, é possível que a gengivite se transforme em periodontite, em que pode ocorrer perdas ósseas.


Cáries – Como diabéticos tem um maior nível de glicose no sangue, causando maior acúmulo de açúcar em diversas regiões do corpo, como nas salivas, o processo de aparecimento de cáries pode acontecer de forma mais expressiva.


Halitose (mau hálito) – A glicemia descontrolada pode ocasionar em hálito cetônico, que lembra o cheiro de uma maçã que está ruim.


Cuidando da sua saúde bucal


O primeiro passo para uma saúde bucal de qualidade é ter um bom controle glicêmico, mas também existe uma série de cuidados que são fundamentais, como: passar o fio dental diariamente e escovar os dentes após todas as refeições, consumir bebida alcoólica de forma moderada, praticar exercícios físicos regulares (que ajudam a glicemia a ficar controlada), evitar consumo de cigarros e seguir uma dieta equilibrada.


É importante destacar também que as visitas regulares ao dentista, de 6 em 6 meses, precisam ser realizadas, já que funcionam como prevenção de doenças bucais, assim como são uma forma de garantir que elas serão tratadas em fase inicial, evitando complicações.


Além disso, não se esqueça de dizer para o seu dentista que você é diabético e também as medicações que utiliza, pois assim ele poderá adequar o tratamento de acordo com cada caso, já que procedimentos cirúrgicos, por exemplo, devem ser feito com acompanhamento do nível glicêmico.

Mudar hábitos de higiene bucal faz toda a diferença para a sua saúde em geral! Que tal começar hoje a se cuidar mais?


A tecnologia vem avançando! Clica para conhecer algumas das maiores descobertas da última década para o tratamento do diabetes!



FONTES:

https://www.diabetes.org.br/publico/colunas/39-dra-janice-sepulveda/170-saude-bucal-e-diabetes

https://www.diabetes.org.br/publico/colunas/20-dr-augusto-pimazoni-netto/1287-diabetes-e-saude-bucal

https://www.colgate.com.br/oral-health/conditions/diabetes-and-other-endocrine-disorders/diabetes-and-oral-health-problems

70 visualizações
blog%20biabetica_edited.jpg

O conteúdo deste site não se destina a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento.

Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação. Em caso de dúvida, procure sempre um médico para orientação.
 

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram