Fique de Olho Final.png
Noelly 1.png

O que é Pré-Diabetes?


Existem algumas alterações em nosso metabolismo que indicam uma possível evolução para uma doença. É o caso do pré-diabetes, por exemplo, que funciona como um sinal de alerta para o desenvolvimento do diabetes tipo 2 e também de doenças cardíacas. Vamos entender um pouco mais sobre pré-diabetes, os fatores de risco e quais mudanças de hábitos uma pessoa com pré- diabetes deve adotar? Vamos nessa!


Entendendo o que Pré-Diabetes

Como o nome mesmo já nos diz, o Pré-Diabetes é uma situação que acontece anteriormente ao diagnóstico do diabetes. O Pré-diabetes acontece quando os níveis de glicemia são mais altos do que o normal, porém ainda não tão altos para ser considerado diabetes.


Para se ter uma ideia mais precisa, o indivíduo é considerado pré-diabético quando o valor de sua glicemia em jejum varia entre 100 e 125 mg/dl, diabético quando é maior que 125 mg/dl e não diabético se possui valores glicêmicos menores ou iguais a 99 mg/dl.


É muito importante dizer que a única forma de diagnosticar o Pré-diabetes é através do exame de sangue e como, na maioria das vezes, os pacientes não apresentam qualquer sintoma, é de extrema importância ficar de olho nos fatores de risco e, é claro, fazer exames com regularidade.


Vale citar, também, que em casos raros é possível que o individuo apresente acantose, ou seja, o escurecimento de dobras da pele, como sintoma do Pré-diabetes.


Os fatores de risco do Pré-Diabetes

Como o Pré-Diabetes é uma situação que na maioria das vezes não apresenta qualquer sintoma, não deixe de verificar se você possui fatores de risco e faça seus exames com regularidade para que o médico possa te indicar as melhores maneiras de prevenir ou adiar o máximo possível que o quadro evolua para o diabetes tipo 2 ou doenças cardíacas.

Os fatores de risco do Pré-Diabetes são os seguintes:

  • Hipertensão ou algum outro dado de síndrome metabólica;

  • Alterações nos níveis de triglicérides e colesterol;

  • Ter sido diagnosticada com Síndrome do Ovário Policístico (SOP);

  • Pessoas acima do peso, sobretudo aquelas que concentram gordura na região abdominal;

  • Histórico familiar de diabetes tipo 2;

  • Desenvolvimento de diabetes na gestação;

  • Pessoas acima de 45 anos;

  • Sedentarismo

Revertendo o Pré-Diabetes

Não é porque você tem Pré-Diabetes que obrigatoriamente vai desenvolver diabetes, ok? Mas caso você tenha e não tome alguns cuidados é realmente provável que desenvolva a doença. A melhor opção, antes de tudo, é fazer seus exames regularmente para que caso seja diagnosticado com Pré-Diabetes, o seu endocrinologista possa verificar quais são os seus reais riscos e também apontar qual é a melhor estratégia que deve ser tomada.


Em divesos estudos clínicos foi constatado que existem três estratégias que se mostraram eficientes quanto à prevenção do diabetes em pacientes com Pré-diabetes, são eles: perda de peso, atividade física regular e tratamento farmacológico. Para que você tenha uma ideia melhor, a mudança de estilo de vida, ou seja, alimentação balanceada e atividade física, consegue reduzir o risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2 em cerca de 30 a 40%.


Que tal dar o primeiro passo hoje mesmo? Lembre-se, sempre, que pequenas atitudes fazem muita diferença na sua saúde e que equilíbrio é tudo.

Você sabia que o melhor chocolate para diabéticos não é o diet? Pois é! Clique aqui e aprenda qual é chocolate mais indicado para diabéticos!

174 visualizações

Bia é empresária, formada em Relações Públicas, estuda Biomedicina e convive com diabetes tipo 1 desde os 6 anos. Em 2015, criou o Biabética para incentivar pessoas com diabetes a verem a vida doce de forma mais leve e positiva.

O conteúdo deste site não se destina a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento.

Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação. Em caso de dúvida, procure sempre um médico para orientação.
 

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram